Morreu aos 60 anos o jogador de futebol argentino Diego Armando Maradona. Segundo informações do jornal Clarín, ele sofreu uma parada cardiorespiratória em sua casa. O ex-atleta tinha feito uma cirurgia no cérebro no começo de novembro e recebeu alta alguns dias depois.

Nascido em Lanús, em 1960, Maradona mostrou talento para o futebol ainda na infância e teve uma trajetória de sucesso, passando por clubes como Boca JuniorsBarcelona e Napoli. Foi convocado para a seleção da Argentina e ganhou o campeonato mundial em 1986, com uma grande performance nos gramados, mas não sem polêmicas: a seleção argentina se classificou para as semi-finais ao vencer a Inglaterra com um gol em que Maradona tocou a bola com a mão. Ao ser questionado sobre sua jogada, ele afirmou que fez o gol "um pouco com a cabeça, um pouco com a mão de Deus".

Maradona também era uma figura controversa dentro e fora dos campos. Um dos problemas que marcou sua vida foi o envolvimento com drogas, que o afastou dos gramados e lhe gerou problemas de saúde.

Por ser uma figura tão marcante, Maradona se tornou mais que um jogador de futebol, mas um personagem da cultura latino-americana e até mundia. Vários filmes e séries foram realizados sobre sua trajetória. O ex-atleta soma mais de 100 aparições na TV e no cinema, como no documentário que leva seu nome, lançado em 2019 pela HBO. Confira o trailer acima.

O jogador também foi tema de um documentário realizado pelo cineasta bósnio Emir Kusturica, lançado em 2008, e ganhará em breve uma série produzida pela Amazon Prime VideoSueño Bendito, que recontará sua trajetória desde a infância. A Netflix também tem nos planos um filme em que o craque deve aparecer de algum modo, que tem o sugestivo título de The Hand of God. Com direção do italiano Paolo Sorrentino (A Grande Beleza), o longa deve fazer menção ao período em que Maradona viveu em Nápoles e jogou no time local.